Tipos de cenas

Olá, escritor(a)!

Em uma das postagens anteriores escrevi um pouco sobre cenas envolventes e prometi postar sobre tipos de cenas presentes em um livro.

actor-666499_1920

Uma cena acontece por um período de tempo em um cenário limitado, com um ou mais personagens e tem como foco suas ações e reações, o que leva o leitor a querer saber o que vai acontecer depois. Vejamos quais são elas:

CENAS DE CONTEXTUALIZAÇÃO

São tipos de cenas que passam informações importantes para o entendimento do que acontecerá no decorrer da história, de como é o ambiente, os costumes e os lugares onde se passa a história, como, por exemplo, uma cena que descreve uma casa e a família que vive nela que briga frequentemente, mas se mantém sempre unida diante de qualquer problema. Lembre-se de se manter fiel aos limites que criou para o universo de sua história.

CENAS DE AÇÃO

Essas cenas mostram as atitudes de um personagem para alcançar um determinado objetivo e servem para que o leitor testemunhe o comportamento do personagem em tempo real, tornando-o próximo a ele, como um personagem que sai da faculdade, mas ao invés de voltar para casa vai à casa da moça que ele ama, mas a encontra com outro.

CENAS DE REAÇÃO

Já as cenas de reação apresentam as consequências dos atos do personagem e o impacto emocional de algo que aconteceu anteriormente. Essas cenas ajudam o leitor a entender melhor o personagem. Exemplo: após encontrar a namorada com outro rapaz, o personagem se decepciona e decide terminar o relacionamento, mas depois fica deprimido e acaba indo mal na prova do dia seguinte.

CENAS DE APROFUNDAMENTO

Usadas para deixar a narrativa mais complexa, as cenas de aprofundamento permitem que o leitor conheça melhor os cenários e os personagens. Exemplo: um personagem que conversa com outro sobre a impressão que teve de determinado amigo quando o conheceu há três anos ou uma garotinha lembrando de como era a sua rotina antes da morte de sua mãe.

mother-589730_1920

Claro que algumas cenas apresentam mais de um desses tipos acima, mas cada uma deve ter sua função principal definida até mesmo para que você foque no que deve passar para o leitor, pois não fica bem, por exemplo, descrever um cenário inteiro em uma cena de ação ou dar um objetivo para o personagem alcançar em uma cena de reação.

Portanto, pense na função principal de cada cena dentro da história, se em determinada cena você descreve um personagem, termine quando tiver passado todas as informações importantes sobre ele. Também não tenha medo de dispensar cenas que são desnecessárias. O importante é entregar ao leitor peça por peça desse quebra-cabeça, pois dessa forma irá deixá-lo curioso para descobrir o desfecho da sua história.

Espero que tenha ficado claro, escritor(a).

Agradeço a sua visita. Curta o blog e deixe seu comentário.

Até breve.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s