Escrevendo um conto

Olá, escritor!

Você já deve ter lido muitos contos, principalmente na escola, ou não? Pois leia.

Lembro de um conto que li uma vez que me fez chorar, a história era linda, pena que não lembro qual era o título.

A minha intenção com esses posts de classificações de gêneros, como você tem acompanhado (em breve postarei sobre o que realmente são gêneros literários) é ajudar você e outros escritores a descobrir qual “gênero” estão escrevendo ou gostam de escrever. Às vezes os escritores, principalmente iniciantes, começam a escrever um livro a partir de ideias muito legais, mas não conseguem definir um gênero específico para ele.

contos-literrios-556e2b5d42df2

Conto é uma narrativa breve, que contém um único conflito, uma única ação e um número restrito de personagens, e cabe dentro de vinte ou trinta páginas.

Para escrevê-lo é necessário juntar as ideias e colocá-las no papel. As ideias para escrever contos geralmente partem de um evento catastrófico, o nome ou a aparência de um personagem, alguma experiência que o autor viveu et cetera. Supondo que queira escrever um conto para a aula, reflita em cima de alguma ideia e procure se inspirar.

Muitos livros nasceram de experiências vividas pelos próprios escritores, quem sabe você consiga escrever um conto baseado naquela professora que incentivou os alunos a escreverem um livrinho? (Aliás, isso aconteceu comigo).

Escolha a ideia comece a escrever o seu conto.

Na Introdução, apresente os personagens, tempo, locais, clima et cetera. A Introdução de um conto costuma ser rápida. Em seguida vem a Ação iniciadora, o ponto em que as ações começam a acontecer para depois chegar à Ação crescente, onde os eventos começam a ficar intensos. Então chega o ponto mais intenso ou a reviravolta da história, o Clímax.

Na Ação decrescente, sua história começa a chegar à conclusão. E, por fim, a Resolução, o final satisfatório da história, onde o conflito central é resolvido ou não, pois contos podem terminar em meio ao suspense.

Recapitulando: introdução, ação iniciadora, ação crescente, clímax, ação decrescente e resolução.

Para o seu conto não ficar sem sentido, faça perguntas como: “O que acontece antes disso?” ou “O que acontece em seguida?” em cada cena.

A-Literatura-Infantil-e-os-Contos-de-Fadas

Busque inspiração em pessoas reais, caso encontre dificuldades em criar um personagem para o seu conto. (Um dia desses eu sentei ao lado de um homem de barba roxa no ônibus, imagine como seria um personagem assim). Seu personagem também pode ser uma mistura de características de várias pessoas.

Leia também: Como criar um personagem

Pode ser que você não insira todas as informações sobre os seus personagens no livro, mas alguns detalhes irão afetar você e o leitor, mesmo que discretos. Com o tempo você vai desenvolvendo o seu próprio estilo.

Lembre-se: os eventos de um conto devem acontecer em um período de tempo curto, pode ser em dias ou até minutos, mas precisa ser breve. Por isso recomendo dois ou três personagens principais e uma localização.

Por fim, leia bons contos. Observe o estilo do autor, a velocidade dos acontecimentos, os personagens, o cenário. Você vai perceber que também existem contos de ficção científica, contos de terror, e assim por diante.

Você é livre, escritor! É o seu mundo imaginário, use sua criatividade. Voe longe!

Autores que recomendo: Machado de Assis, H. P. Lovecraft e Isaac Asimov.

Espero que tenha gostado do post.

Comente.

Até mais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s