Escrevendo histórias de terror

Olá, escritor(a)!

Você sabe o que deixa as pessoas com medo?

O gênero escolhido para esta semana é terror e, como todos sabem, uma boa história de terror é aquela capaz de perturbar seu sono. O leitor precisa entrar na história e ficar realmente assustado, preocupado ou com medo pelos personagens.

Esse pode ser um gênero difícil de escrever, mas, como qualquer outro, pode ser dominado com planejamento, prática e paciência.

Não sou uma expert em histórias de terror, simplesmente porque não consigo me ver escrevendo esse gênero, acho que por medo mesmo, mas ignorem isso, vou tentar passar o máximo de informações.

63b049044de376f7e36e0d465a43532f

Bom, para escrever uma história de terror você precisa decidir quando quer que os medos apareçam na história. Se precisar, reúna-se com amigos e familiares e anote o que os deixaria com medo, faça pesquisas na internet, leia livros de terror e suspense et cetera, porque, de certa forma, também há suspense numa história de terror, o protagonista não sabe o que está lá, não sabe do que aquela coisa é capaz ou o que acontecerá em seguida e, como ele está com medo acaba agindo por impulso.

Busque acrescentar coisas estranhas, personagens esquisitos, monstros, fantasmas ou assassinos com uma característica bem marcante, daquelas que ninguém iria querer ver durante a noite. Se você quer que o leitor tenha medo use e abuse da criatividade. 

Em Boneco do Mal, por exemplo, um casal contrata uma babá para cuidar do filho deles, que nada mais é do que um boneco, e, enfim, coisas assustadoras acontecem quando essa babá não cumpre as tarefas da lista deixada pelo casal. Note que essa poderia ser só mais uma história de terror envolvendo um boneco (dentre eles Annabelle e Chuck), mas, apesar do vilão semelhante, a história é completamente diferente.

Outro exemplo é um filme chamado O Olho do Mal, onde uma mulher cega faz um transplante de córneas e começa a ver coisas estranhas, então ela decide ir atrás do doador para esclarecer o caso. Também um filme chamado O Espelho, em que esse objeto parece ter vida própria e confunde dois irmãos que tentam destruí-lo, levando os protagonistas à beira da loucura.

Releia o que você escreveu, mas apenas uma vez e, se os medos não são assustadores o suficiente, combine-os ou reescreva-os. Faça com que os personagens se sintam aterrorizados e destruídos psicologicamente. Você precisa mostrar ao leitor o que seu protagonista está sentindo e pensando durante o enredo, garganta seca, coração acelerado, se ele quer mesmo entrar num quarto escuro e por aí vai, porque são essas sensações que fazem o leitor entrar em desespero junto com o personagem. Use e abuse dos sentidos. É recomendado não ficar relendo sua história várias vezes para não perder a essência.

tumblr_nlig0ghi2d1tmsdt4o1_500

Insira uma coisa assustadora capturando uma pessoa. Você também pode criar uma história com um começo triste e final feliz ou com um começo feliz e final trágico ou até mesmo emocionante, onde o protagonista descobre que a criatura que o aterroriza só precisa de ajuda.

Além disso, escritor, você pode combinar terror com horror para deixar sua história interessante ou não. No caso, terror assusta enquanto horror causa nojo, repulsa. Cuidado ao mesclar as duas coisas.

Leia livros de terror e suspense.

E atenção! Não crie uma história com muito suspense ou ela ficará chata, adicione apenas um pouco de suspense para manter o leitor preso à sua história do início ao fim, mesmo com medo, mantenha esse suspense até o leitor se corroer de curiosidade, não passe disso.

Seja criativo, tente tornar os medos quase como fobias e não copie o trabalho dos outros, histórias de terror boas são histórias originais. Se você gosta de desenhar, ilustre sua história.

Não conte sua história para ninguém, pois estragará as surpresas e os sustos, além disso, não deixe ninguém ler até que ela esteja pronta.

Espero que tenha gostado do post. Deixe seu comentário.

Até mais.

Anúncios

9 comentários

  1. Pingback: Escrevendo cenas envolventes | f7 para escrever
  2. Rodrigo Oliveira · junho 14, 2017

    Gostei de suas dicas. Escrevo pequenos contos de terror e procuro sempre agregar conhecimento sobre o assunto.
    Se puder, ficaria grato com sua crítica sobre meu último conto: https://www.wattpad.com/story/112003318-no-limiar-da-penumbra
    Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Samara · maio 19, 2017

    Realmente muito bom! Sua escrita foi simples e clara, me ajudou muito.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Jooj · fevereiro 23, 2017

    Salada de salame tem gosto de roxo

    Curtir

  5. Pingback: Como escrever um livro | f7 para escrever
  6. Anna Mendes · fevereiro 27, 2016

    Adorei o post! Estou escrevendo um suspense e as suas dicas ajudaram muito!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s