Pratique a escrita

Olá, escritor(a)!

Muitos dizem que para praticar a escrita é necessário escrever muito, de frases a pequenos textos que o levarão a escrever cada vez melhor. E é verdade.

Portanto, escreva muito, escreva o que der na telha, escritor, mas escreva.

Outras dicas que deixo para praticar a escrita são: 

 

dictionary-698538_1920

 1 – Aprenda o significado das palavras que você geralmente encontra nos livros de seus autores favoritos, mas desconhece o significado. Use essas palavras em pequenas frases e textos e, por favor, tente não esquecer o significado delas. Você pode também pesquisar sinônimos de palavras usadas comumente para descobrir outras que poderão valorizar o texto.
Por que isso é importante?
Usar palavras em momentos errados no seu texto, sem lembrar o que significam, é uma gafe que você não vai querer cometer. Faz parecer que você usou a palavra só porque ela é “bonita” ou porque “enriquece” o texto.
 
guitar-1354022_1280
2 – Ouça uma música. Qualquer uma. Tente descrever um lugar ou uma cena, que remete a essa música, com o máximo de detalhes possíveis. Depois leia e reescreva, isso ajuda quando for descrever cenas de suas histórias.
Para isso, ouça músicas que o possibilitam descrever cenas românticas, de ação, de terror, drama, e por aí vai, mas tente passar o máximo de verdade.
Por que isso é importante?
Enquanto você ouve a música, tem que manter a atenção na música e na sensação que ela transmite, ao mesmo tempo em que descreve uma cena detalhadamente, sem fugir ao tema da música. É bom para trabalhar o foco na escrita e para transmitir ao leitor o que você quer.
Se perceber que na segunda vez que descreveu a cena, você colocou menos detalhes, reescreva. Se as músicas tiram sua concentração opte por músicas instrumentais.
Quando descrevo um cena de guerra, por exemplo, ouço ópera ou trilhas sonoras de jogos. Funciona.
De qualquer forma, isso vai do gosto musical de cada escritor.
book-1276775_1920
3 – Descreva cenas do cotidiano. Pode parecer bobagem, mas alguns escritores têm dificuldade em descrever cenas comuns sem fazer com que o leitor pule essa parte chata da história.
Fazer isso mentalmente, enquanto está no ônibus ou metrô, ajuda muito. Busque detalhes que façam o leitor seguir em frente sem pular uma linha. Se você consegue fazer isso, o resto é fácil.
4 – Nada de escrever palavras “resumidas” nas redes sociais. Isso mesmo. Nada de “vc”, “fzndo”, “cv”. Escreva corretamente, isso é um exercício necessário e com o tempo você se acostuma.
Enfim, espero que tenham gostado das dicas e visite o blog sempre.
Obrigada.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s